Parapsicologia e sua etimologia

Este link é dedicado ao estudo da parapsicologia enquanto ciência. Os estudos desenvolvidos aqui, através dos artigos publicados e outras matérias, serão apresentados dentro da visão do Instituto de Parapsicologia e Potencial Psíquico – IPAPPI, Sistema GRISA, mesmo sem ignorar outras correntes parapsicológicas, e as vezes citando também alguns trabalhos das mesmas, o acento maior dado aos temas aqui abordados serão dentro da visão do Sistema GRISA. E um grande avanço, um salto qualitativo imenso, é que o Sistema GRISA deu, além de estudar os fenômenos paranormais, lança um olhar, pesquisa e estuda o Homem como um todo. Por isso, tem sua Orientação parapsicológica que nos ajuda não somente a compreender os ditos casos paranormais, mas com o método eficiente, passa a ajudar a todas as pessoas em suas dificuldades, conflitos ajudando-as a harmonizarem e ter uma vida feliz.

Etimologia

O vocábulo parapsicologia se compõe de três palavras:
Para: Ao lado de (além de).
Psiche: Alma, espírito, mente, essência.
Logos: Estudo, ciência.
Significa tudo que está “além da psique”, “além da psicologia” ou mais especificamente, o que está além e, portanto inclui a psique e a psicologia. A parapsicologia “visa englobar os fatos mentais que ocorrem paralelamente aos fatos psicológicos” (GRISA, 2006, p.23). “Pode-se afirma, assim que a Parapsicologia atualmente não só é Para-psicologia, como também para-física, para-quimica, para-biologia e para-comunicação” (GRISA, 2006, p. 23).

O termo “Parapsicologia”, criado em 1889 pelo psicólogo Max Dessoir, foi adotado pelo Dr. Joseph Banks Rhine em 1930 como um substituto para os termos Metapsíquica e “Pesquisa Psíquica”.

No começo do século vinte até 1934 correndo por fora da Psicologia Oficial, temos a investigação cientifica parapsicológica conhecida sob o nome de Metapsíquica. Termo esse  utilizado por Charles Robert Richet.

Referência:

GRISA, Pedro A. O jogo e a estrutura das personalidades. 7ª ed., Florianópolis: EDIPAPPI/LIPAPPI, 2006.

Pe. Emanuel Cordeiro Costa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *