VII – Talento do Inconsciente

(Texto de Pe. Emanuel Cordeiro Costa com Certificado de Registro de Averbação na Fundação Biblioteca Nacional – EDA – Nº 771.101 – livro 1.496 – folha 219)

 7.1 O inconsciente é “Inteligente”, superando amplamente o consciente.

O inconsciente possui uma fantástica memória. É como um arquivo. Um gravador que tem registrado tudo que nós vivemos e fazemos. Esta fantástica memória é a pantominésia. Mas o inconsciente vai além. Por isso, sendo chamado de “inteligente”. Pois é capaz do raciocínio. De elaborar e achar soluções que o consciente procura. Superando amplamente o consciente. Supera o consciente e inteligência. Diz Quevedo: “Não só o inconsciente pode fazer tudo o que o consciente faz, mas até supera ao consciente amplamente em inteligência”. (QUEVEDO, 2003, p. 159).


7.2 Sobre o Inconsciente
:

“Quantas vezes as pessoas procedem de maneira esquisita ‘sem saber por quê’. Quantas vezes muitas pessoas estão tristes e não sabem o motivo! Ás vezes há causas fisiológicas, mas em uma boa porcentagem dessas ocasiões uma análise profunda da alma descobriria os motivos inconscientes de ordem intelectual. Sensações inconscientes, fatos arquivados no inconsciente, se associam, dando origem a imagens inconscientes e sentimentos, os quais o consciente só se percebe depois pelos efeitos: está triste, procede por impulsos, não sabe os motivos de seus atos, etc. Na fase sonambúlica da hipnose comprova-se facilmente a associação inconsciente”. (QUEVEDO, 2003, p.145).


7.3 Talento do Inconsciente

Ao falar do Talento do Inconsciente dizemos que esse talento são capacidades interiores “que levam o ser humano às intuições, ás inspirações e às invenções, desenvolvidas especialmente quando o inconsciente pode trabalhar mais e o consciente guarda repouso, ou seja, nos sonhos, no transe, na   hipnose, etc.” (FILHO, 2003, p. 30).

O inconsciente pode fazer tudo que o consciente faz, e vai além superando amplamente o consciente numa inteligência que não tem como comparar.

A mente em estado alterado, transe, como em hipnose e nos sonhos realiza muitas coisas, entrando em ação o inconsciente. Há sonhos em que a pessoa realiza raciocínios, operações intelectuais e matemáticas, superiores às que realizamos quando estamos acordados. E quantas descobertas se deram a partir de sonhos.

Quevedo fala da intuição como talento do inconsciente. A intuição é um pensamento que parece vir de repente, sem um esforço mental. Percebemos alguma coisa que, depois comprovamos ser importante e verdadeira.

Grandes descobertas cientificas se deram pelo Talento do Inconsciente ou Intuição e artistas como pintores, músicos, poetas, devem muitas das suas obras de arte ao seu inconsciente.

O talento do inconsciente é a

“capacidade que ele tem de dramatizar segundo as próprias ideias, ampliar e interpretar estímulos mínimos, recorrendo por vezes a criações e símbolos impressionantes. Assim, o inconsciente possui o poder de ordenar e sistematizar informações fragmentadas e  descontínuas existentes na mente humana, resultando, até, em grande descobertas que as forças conscientes não são capazes de arquitetar.

Esses talentos não produtos diretos dos sonhos ou de mera alteração de consciência. São sempre frutos de buscas anteriores, algumas delas longas e sofridas”. (FILHO, 2003, p. 30).

Quevedo diz que:

“O inconsciente, aliás, tende a dramatizar segundo as próprias ideias; frequentemente também amplia mínimos estímulos e os interpreta; às vezes recorre a dramatizações ou símbolos tão exagerados que podemos dizer que se converte em caixa de ressonância. A esse conjunto de notáveis qualidades chamamos talento do inconsciente”. (QUEVEDO, 2003, p. 159).

Conclusão

Neste artigo tratei do tema procurando dar uma conceituação breve do assunto. Em outros artigos exemplificarei esse tema o que o tornará a um pouco mais claro e compreensivo.

Referência Bibliográfica:

QUEVEDO, Oscar G. A Face Oculta da Mente. 19ª edição. Edições Loyola, São Paulo – SP, 2003.

FRIDERICHS, Edivino Augusto. Panorama da Parapsicologia ao Alcance de Todos. 5ª edição. Edições Loyola, São Paulo – SP. 1997.

FILHO, Pe. Raimundo Elias. Mistério do Aquém e do Além à Luz da Parapsicologia. 2ª edição, Editora Paulus, São Paulo – SP, 2003.

 

Autor: Pe. Emanuel Cordeiro Costa
Parapsicólogo Clinico – SINPASC – 409.
Especialização – Lato Sensu em
Orientação Parapsicológica Social e Institucional
Pela FAVI – Faculdade Vicentina – Curitiba – PR.
Psicoterapia Holística: Hipnose
Terapeuta Holístico Credenciado – CRT 48326
– Paroquia Cristo Libertador
Ipatinga – MG – 12/12/2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *