Evangelho de Marcos, capitulo 1, versículo 1

Introdução
Pelo Calendário Litúrgico da Igreja estamos no ano B, no qual aos domingos se proclama o evangelho de Marcos. Por isso, neste ano (2018 até final de novembro) vamos passar aqui alguns comentários ou reflexões do evangelho de Marcos.


Mc 1,1
Dependendo da tradução de sua bíblia virá: Livro da Origem de Jesus Cristo…; Ou Início do Evangelho…; Ou Princípio da boa nova… A tradução que escolhi diz assim:

“Começo da Boa Notícia de Jesus, o Messias, o Filho de Deus”. (Mc 1,1)


Começo
No seu livro o evangelista inicia dizendo “Começo”. Por que? Sem alongar, pois, pretendo não produzir artigo longo, se formos ao evangelho de Mc 16,7 fica claro para nós o começo. Nesta passagem do evangelho de Marcos, os discípulos querendo encontrar com o mestre que ressuscitara deveriam voltar a Galileia onde ele iniciou sua missão, onde tudo começou. Para dar continuidade a pratica de Jesus que foi um começo. Então o Evangelho de Marcos é sempre um começo. É seguindo o mesmo, buscando viver a sua pratica que entramos na dinâmica do começo que fala o evangelista.


Boa Notícia
O único evangelista que fala Boa Notícia em seu livro. Diz que Jesus ensinava. Mas não fala o que Jesus ensinava. Ao invés de explicar o que Jesus estava dizendo é direto e mostra o que ele faz contando um milagre e sua ação. Sua pratica. É um ensinamento de sua pratica. A Boa Notícia é acompanhada de ação. As pessoas ouvem e veem isso.

Jesus nos salva. A Boa Notícia é sobre Jesus e trazida por ele. A evangelização vai acontecendo em nossas vidas quando ouvimos e vemos o que está acontecendo através da pratica dos que confessam a fé e quando nós também não só com palavras mas confessamos com nossas atitudes que Jesus Ressuscitado está presente em nossa história.


Messias
Todos esperavam um Messias. E esta espera levava a expectativas diferentes em relação ao Messias. Jesus não é somente o Messias que esperam, mas verdadeiramente o Messias. É isto que o evangelista deixa claro em seu evangelho. “A palavra Cristo é justamente a tradução grega de Messias, e significa Ungido (de Deus)”. Mesmo com grande espera e expectativas nem todos acreditaram na vinda do Messias. Marcos mostra qual é a vocação do Messias. Quando corremos atrás hoje de muitas ideologias e ídolos nos distanciamos do ensinamento sobre o Messias no evangelho de Marcos.

O Filho de Deus
Por isso não devemos endeusar ninguém. Já temos aquele que é nosso Deus: Jesus! No tempo de Jesus, a propaganda do Império romano concentrava elogios ao Imperador César como homem divino, “cuja subida ao poder era celebrada como boa notícia (Evangelho) ”, pois o imperador não era considerado homem comum. Neste sentido o evangelho com este título (Filho de Deus), é subversivo. Aqui subversão não significa carregar uma bandeira vermelha. É um protesto a um império tirano sim, mas que não aceitava Jesus como Senhor, pois esse Senhor acabava sendo o Imperador.


Conclusão
Ser discípulos hoje é continuar a pratica de Jesus. Desmascarando os falsos Messias que se apresentam como salvadores. Desmistificar os “homens divinos”. Discernir entre o que a Boa Notícia de Jesus em Marcos das outras notícias que são apresentadas como boas.

 

Autor: Pe. Emanuel Cordeiro Costa
Paroquia Cristo Libertador – Ipatinga – MG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *