PreCognição – número 9 – Falsa PreCognição: Autoscopia


Introdução

            Dentro da visão da escola de parapsicologia ligada ao Pe. Quevedo, quanto ao estudo das PseudoPrecognições, estuda e relaciona também esses três fenômenos: Autoscopia, Eautoscopia e Heteroscopia.  Normalmente não abordados pelas outras escolas de parapsicologia no Brasil. Sobre as escolas de parapsicologia tenho dois artigos publicados neste mesmo site que são: “Correntes (Escolas) de Parapsicologia” no Brasil e Escolas de parapsicologia fora do Brasil. O internauta lendo-os entenderá melhor quando me refiro nos meus artigos as escolas de parapsicologia. Aqui neste artigo falarei brevemente sobre o primeiro fenômeno dos três que é Autoscopia, que na visão da escola de parapsicologia do Pe. Quevedo não se trata de PreCognição.

Sentido da palavra
            Autoscopia vem de: scopeo = ver, e de autós = a si mesmo. Significa a visão de si mesmo.

O que é.      
            A pessoa tem em determinados momentos a noção visual dos seus próprios órgãos internos.

Não é Precognição.
            Para facilitar a compreensão do internauta, é bom que leia neste mesmo site o artigo PreCognição – número 1.
            Na visão da escola de parapsicologia de Pe. Quevedo este fenômeno se trata de uma sensação inconsciente e hisperestésica acompanhada com alucinação visual.

Quem manifesta o fenômeno.
            As escolas de parapsicologia menos a de Quevedo, usa mais o termo paranormal, Quevedo prefere metagnomo e sensitivo. Portanto, estas pessoas conseguem as vezes ter autocospia. Algumas pessoas quando hipnotizadas e pessoas anormais também. Quevedo normalmente vê a manifestação desses fenômenos como algo negativo.
            As pessoas ditas normais e não paranormais, sentem, ao menos de maneira inconsciente, os menores sintomas dos seus órgãos internos.

Dois tipos.
            A chamada autoscopia propriamente dita ocorre quando se tem alucinação visual. Já a chamada autoscopia impropriamente dita, não ocorre a alucinação visual e só sensação inconsciente dos sintomas internos.

Prognosticar.
            Alguns paranormais podem fazer prognósticos, adivinhando o futuro de sua doença, ou até da própria morte.

Amplitude.
            O assunto é estudado na medicina, pela psiquiatria e pela psicologia. Tem-se pesquisas realizadas pela Neurociência e Neurologia. Vistos normalmente como patologia.
            Alguns estudos colocam a autoscopia numa linha de bilocação da consciência. Como se a pessoa estando acordada vê o seu corpo, como se estivesse fora dele.

É Autoscopia e não PreCognição.
            Deixando de lado outros estudos e tendo como base a parapsicologia, especialmente da escola ligada ao Pe. Quevedo, dado que as outras escolas não abordam claramente o assunto, especialmente as escolas de parapsicologia no Brasil. Para Pe. Quevedo o inconsciente capta hiperestesicamente estas sensações do próprio corpo, não sendo PreCognição mesmo dando esta impressão.

Conclusão
            Como sempre faço, indico a você internauta que queira aprofundar este assunto, que o pesquise um pouco mais, especialmente lendo a obra de Pe. Quevedo citado na Referencia Bibliográfica deste trabalho que é “A Face Oculta da Mente”. Pois neste trabalho fiz apenas uma síntese deste assunto.

 
Referencias
QUEVEDO, Oscar G. A Face Oculta da Mente. 19ª edição. Edições Loyola, São Paulo – SP, 2003.

FILHO, Pe. Raimundo Elias. Mistério do Aquém e do Além à Luz da Parapsicologia. 2ª edição, Editora Paulus, São Paulo – SP, 2003.
Wikipédia, Autoscopia. Disponível em: < https://pt.wikipedia.org/wiki/Autoscopia > Acesso em 15 de março de 2018.

 

Autor: Pe. Emanuel Cordeiro Costa
Parapsicólogo Clinico – SINPASC – 409.
Especialização – Lato Sensu em:
Orientação Parapsicológica Social e Institucional
Pela FAVI – Faculdade Vicentina – Curitiba – PR.
Psicoterapia Holística: Hipnose –
Terapeuta Holístico Credenciado – CRT 48326
– Paroquia Cristo Libertador
Ipatinga – MG – 14/03/18

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *