Número 3 – Hiperestesia indireta sobre o inconsciente telepaticamente excitado.


Introdução
No artigo Número 1 – Clarividência e Telepatia, falei da sigla TIE – Telepatia sobre o inconsciente excitado. E que a Hiperestesia, que é sensória pode ocorrer também sobre o inconsciente excitado. Neste caso se usa a sigla HIE. Mas a escola de parapsicologia de Pe. Quevedo para simplificar a TIE e HIE utiliza somente a sigla TIE nos dois casos tanto de telepatia quanto de Hiperestesia.
O exemplo a seguir mostra uma Hiperestesia indireta sobre o inconsciente telepaticamente excitado. Isto não deixa de vir mesclado sinais de clarividência e da telepatia. Daí o nome e expressão Hiperestesia indireta sobre o inconsciente telepaticamente excitado. O que destaca também dentro da Hiperestesia a telepatia.

Exemplo
“O sensitivo sueco Emanuel Swedenborg. Em estado absolutamente normal, ao menos aparentemente, em vigília, enquanto jantava com um industrial, Swedenborg anuncia a seu anfitrião que a fábrica estava incendiando-se. Comprovou-se imediatamente que o aviso era exato e oportuno”. (QUEVEDO, 2003, p. 334).

Explicação do exemplo
“Probabilissimamente, foi o próprio industrial quem captou inconscientemente o sinistro: a desgraça interessava a ele, não a Swedenborg; os amigos do industrial que assistiam ao incêndio tinham o pensamento voltado para o industrial, não para Swedenborg, etc. parece muito razoável que a percepção clarividente ou telepática fosse realizada pelo inconsciente do industrial. Todos temos no inconsciente a faculdade Psigamma (embora a manifestação seja difícil).
A faculdade psigâmica do industrial captou o fato, o aviso, mas não sendo metagnomo, a percepção psigâmica ficou no inconsciente: Foi lá que a captou Swedenborg, que, sendo sumamente ‘dotado’, a passou para o consciente.
No caso, possivelmente não seja exato dizer telepatia a três, devendo-se dizer hiperestesia indireta sobre o inconsciente telepaticamente excitado. Mas como já dissemos, neste trabalho consideramos tais fenômenos conjuntamente”.  (QUEVEDO, 2003, p. 334).

Conclusão
O exemplo dado neste artigo é bem claro para que você internauta entenda de maneira simples, mas profunda e claramente o que é Hiperestesia indireta sobre o inconsciente telepaticamente excitado. Espero que tenha gostado e enriquecido seus conhecimentos de mais um tema desenvolvido dentro dos nossos estudos de fenômenos psi-gâmicos ou seja de percepção extra-sensorial.


Referências Bibliográfica
QUEVEDO, Oscar G. A Face Oculta da Mente. 19ª edição. Edições Loyola, São Paulo – SP, 2003.

Autor: Pe. Emanuel Cordeiro Costa
Parapsicólogo Clínico – SINPASC – 409.
Especialização – Lato Sensu em:
Orientação Parapsicológica Social e Institucional
Pela FAVI – Faculdade Vicentina – Curitiba – PR.
– Psicoterapia Holística: Hipnose –
Terapeuta Holístico Credenciado – CRT 48326
– Paroquia Cristo Libertador
Ipatinga – MG – 15/05/18

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *