Mensagem sobre o evangelho de Mc 7,14-23

Mc 7,14-23
Em seguida, Jesus chamou de novo a multidão para perto dele e disse: “Escutem todos e compreendam: o que vem de fora e entra numa pessoa, não a torna impura: as coisas que saem de dentro da pessoa é que a torna impura. Quem tem ouvidos para ouvir, ouça. ”
Quando Jesus entrou em casa, longe da multidão, os discípulos lhe perguntaram sobre essa parábola. Jesus disse: “Será que nem vocês entendem? Vocês não compreendem que nada do vem de fora e entra numa pessoa pode torna-la impura, porque não entra em coração, mas em seu estômago, e vai para a privada? ” (Assim Jesus declarava que todos os alimentos eram puros). Jesus continuou a dizer: “é o que sai da pessoa que a torna impura. Pois é de dentro do coração das pessoas que saem as más intenções, como a imoralidade, roubos, crimes, adultérios, ambições sem limite, maldades, malícia, devassidão, inveja, calúnia, orgulho, falta de juízo.  Todas essas coisas más saem de dentro da pessoa, e são elas que a tornam impura.”

 

Mensagem
Todos nós somos capazes de ver a influência que a sociedade exerce sobre o comportamento das pessoas e muitas vezes ouvimos pessoas que querem responsabilizar outras pessoas ou a sociedade pelos seus próprios atos. Jesus, no Evangelho de Mc 7,14-23, nos mostra que, na verdade, a responsabilidade do ato compete à própria pessoa, pois a pessoa age de acordo com os valores ou desvios que estão presentes no seu coração. É claro que existe a influência do meio, mas ela só determina a vida da pessoa se encontra eco no seu coração, caso contrário, a pessoa rejeita essa influência.

 

Fonte: Boletim da CNBB, 08 de fevereiro de 2012

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *