Poema: “TER GARRA”

Não havia nada que eu pudesse fazer, mas fiz;
Alcançar tal coisa era impossível, eu a busquei.
Não havia mais esperança, eu a mantive…
Não restava tempo para mais nada, mas eu lutei até a última hora;
Não queriam, mas eu insisti.
A última palavra havia sido dada, mas eu ainda falei…
Enfim, estou passando pela vida e tudo vai acontecendo,
Portas se fechando, e eu as abrindo…
E a felicidade está em mim.
Pois, se nada tenho, por tudo lutei;
E, sem me arrepender de nada…
No futuro poderei dizer: Tentei!..
E, mesmo que a fortuna venha a mim,
Por tudo que Deus me deu,
direi a todos: ” V E N C I !…”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *