A Sagrada Escritura

A Revelação de Deus
“Ningueém jamais viu a Deus; o Filho único, que é Deus e está na intimidade do pai, foi quem o deu a conhecer” (Jo 1,18).

Deus, presente original na maravilhosa obra da criação do universo, na consciencia e na história dos homens e mulheres e nos sinais dos tempos, revela-se também de modo pleno nos acontecimentos da vida de Jesus, na sua morte e ressureição e no dom do Espírito Santo, que deu origem à Igreja. Esta revelação está contida na sagrada Escritura, na Tradição viva da Igreja e em seu Magistério.

A Sagrada Escritura

Deus acolheu a fé de um homem chamado Abraão, estabeleceu com ele uma aliança e deu origem, a partir de sua descendência, ao povo eleito; esteve sempre presente em sua história, inspirando patriarcas, juízes, profetas e reis, por meio de palavras e ações libertadoras. Essas ações e palavras inspiradas foram transmitidas oralmente de geração em geração e, pouco a pouco, anotadas sob a inspiração do Espírito Santo, tornaram-se o Antigo Testamento – parte da Escritura Sagrada que narra o tempo de preparação para a vinda do Messias Prometido.

Na plenitude dos tempos, “a Palavra se fez carne e veio morar entre nós” (Jo 1,14a). Deus toma a iniciativa de comunicar a sua presença, entrando na história dos homens por meio do Filho enviado ao mundo. Este é o instante decisivo para a vida e a história do mundo. Na simplicidade de uma criança, Jesus de Nazaré torna-se o grande acontecimento da humanidade. Jesus cresceu em estatura, sabedoria e graça diante de Deus e dos homens e, adulto, revelou-se aos discípulos, realizando a antiga promessa do Messias.

As primeiras comunidades cristãs, atendendo à necessidade dos discípulos de Cristo e inspiradas pelo Espírito Santo, registraram os fatos da vida e os ensinamentos de Jesus, Mestre e Senhor. Ao mesmo tempo em que viviam, explicavam esses ensinamentos e os aplicavam às diferentes situações concretas. Homens de Deus, assistidos pelo Espírito Santo, prestaram este serviço à fé. Formaram assim um outro conjunto de escritos. Este novo conjunto, nascido à luz do mistério da ressurreição de Jesus, completava os Escritos Sagrados do Antigo Testamento e os relia à luz da revelação plena de Deus em Jesus Cristo. É o Novo Testamento.

O conjunto dos escritos judaicos e cristãos – Antigo e Novo Testamento – é chamado Sagrada Escritura ou Bíblia e forma um único livro. É a Palavra de Deus que nos dá a conhecer, de modo privilegiado, a sua revelação.

 

Fonte: Sou Católico e Vivo a minha fé – CNBB – p. 18-19.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *